RED ANGEL RED ANGEL: CORPO ADENTRO

CORPO ADENTRO














Teu corpo é canoa
em que desço
vida abaixo
morte acima
procurando o naufrágio
me entregando à deriva.

Teu corpo é casulo
de infinitas sedas
onde fio
me afio e enfio
invasor recebido
com licores.

Teu corpo é pele
exacta para o meu
pena de garça
brilho de romã
aurora boreal
do longo inverno.

Marina Colassanti

-------------------------------------------------------

2 Comments:

Blogger Thunder said...

O corpo visto como um abrigo, como salvação...belo poema!

22/10/07  
Blogger NiNa said...

Olá! Desde ja parabens pelo blog :) e um belo poema tb! Obgda pela visita
**s

http://sorrisosperfeitos.blogspot.com/

23/10/07  

Enviar um comentário

<< Home